Restos de um Império – a fotografia de Luís de Almeida

“Restos de um Império” foi uma exposição dedicada ao trabalho fotográfico de Luís de Almeida. Recorrendo ao nome de um dos seus projetos fotográficos, a exposição procurou confrontar a sua história de vida com a sua produção visual, mostrando uma seleção de fotografias, imagens e vários documentos que o autor colecionou e produziu ao longo do tempo. O principal objetivo da exposição era evidenciar a singularidade quer do seu percurso biográfico – de soldado na Guerra Colonial a colaborador de uma ONG – quer da sua produção artística, chamando a atenção para a multiplicidade e complexidade de perpetivas causadas pelo “encontro colonial”.

A exposição esteve patente no Espaço Campanhã entre abril e maio de 2018, e teve a curadoria de Maria Manuela Restivo e Vera Carmo.