A revista “Mensário das Casas do Povo”

Recentemente, durante o processo de investigação para o doutoramento, deparei-me com esta publicação peculiar: o “Mensário das Casas do Povo”. Esta revista constituiu a publicação oficial da JCCP (Junta Central para as Casas do Povo), instituição responsável pela gestão das inúmeras Casas do Povo criadas durante o regime do Estado Novo. Construídas ao longo de

Restos de um Império – a fotografia de Luís de Almeida

“Restos de um Império” foi uma exposição dedicada ao trabalho fotográfico de Luís de Almeida realizada no Espaço Campanhã, no Porto, em abril de 2018. Utilizando o nome de um dos seus projetos fotográficos, a exposição tentou confrontar a sua história de vida com a sua produção visual, mostrando uma seleção de fotografias, imagens e

As bonecas Kachina

As bonecas Kachina ou Katsina (na designação local) são figuras de madeira criadas pelo povo Hopi, uma comunidade nativo americana que habita o nordeste do Arizona. Mas Kachina também são seres sobrenaturais, e as bonecas constituem precisamente a sua incorporação. As bonecas são oferecidas às meninas e noivas e servem para ensiná-las sobre as diferentes

Vida e obra de Rosa Ramalho

Quem nunca ouviu falar de Rosa Ramalho? Nascida em 1888 em São Martinho de Galegos, uma pequena aldeia do concelho de Barcelos, aprendeu, com uma vizinha, a fazer figurinhas de barro quando ainda era criança. Quando casou, começou a acompanhar o marido no seu trabalho de moleiro, deixando o barro para trás. Foi apenas no

O curioso mundo de Carminda Rodrigues

Entre todas as entrevistas que fizemos até agora para o projecto Arte Popular Portuguesa de Ana a Zé, a de Carminda Rodrigues foi, definitivamente, uma das mais especiais. Nascida numa pequena aldeia de Pousa, Barcelos, na casa onde ainda hoje habita, Carminda Rodrigues dedicou a vida a trabalhar entre a fábrica e os pequenos campos

Arte Popular de Ana a Zé

Arte Popular Portuguesa de Ana a Zé é um projeto que estamos a desenvolver que teve o seu início no final de 2017. Destinado à pesquisa, documentação e divulgação das artes populares portuguesas, apresenta dois objectivos fundamentais: em primeiro lugar, a construção de um arquivo digital que reúna informação sobre os principais artistas populares (do

O Museu Comunitário

O Museu Comunitário foi um projeto realizado em 2015 que tinha como finalidade a construção de um museu temporário constituído apenas por objetos emprestados pelos habitantes da zona de Vila Chã, na cidade do Porto, local de realização de um intenso programa de dinamização cultural promovido pela município, onde o museu se veio a instalar.